________LEIA A MATÉRIA MAIS ABAIXO_______


Data: fevereiro 21, 2021

364 deputados atiraram no próprio pé -Lira põe na mesa até onde vai a "imunidade parlamentar"






Um dia que jamais será esquecido. Parlamentares cavaram a própria cova. Depois que os deputados votaram por manter o colega Daniel Silveira,...

Um dia que jamais será esquecido.


Parlamentares cavaram a própria cova. Depois que os deputados votaram por manter o colega Daniel Silveira, aniquilando imunidade parlamentar, a regra a partir de agora valerá para todos.


364 deputados atiraram no próprio pé. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou a formação de uma comissão multipartidária para “esclarecimento de até onde vai o alcance” da imunidade parlamentar. A decisão de Lira ocorre, depois que a Casa decidiu, por maioria de votos, manter preso o parlamentar Daniel Silveira (PSL-RJ)."É para que casos como esse não voltem a acontecer", explicou.



A comissão será formada por parlamentares de todos os partidos e terá foco na análise do artigo 53, da Constituição Federal, que trata da inviolabilidade penal de deputados e senadores por votos e opiniões. A comissão também avaliará a questão sob o ponto de vista do Supremo Tribunal Federal (STF) que foi quem decretou a prisão do parlamentar, que havia postado um vídeo nas redes sociais, criticando postura dos ministros da Corte.


Discreto e comedido, Lira evitou opinar sobre a situação de Silveira, mas disse que a ação dos ministros de decidir, monocraticamente, pela prisão do parlamentar, será discutida na comissão. E disparou:



"Quem faz as leis somos nós. O Judiciário julga e o Executivo executa", afirmou, já avisando que mudanças legislativas não cabe ao Judiciário fazê-las, mas ao Congresso Nacional. 





______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________





"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

MAIS LIDAS