_________________________________________________________


Data: janeiro 27, 2021

Militares unem forças e partem para cima do STF em defesa de Pazuello







Observando a armação de um possível golpe da oposição contra o Governo, militares se unem e partem em defesa de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, que é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre sua conduta durante a crise no Amazonas.


Os militares reagiram com força e avaliam que o inquérito aberto no STF contra o ministro será a possibilidade efetiva, formal, jurídica e política de elencar todas as ações do ministro nos casos citados na investigação.



Desse modo, o próprio Ministério da Defesa se prontificou e reuniu grande parte dos dados que Pazuello vai utilizar em sua defesa no inquérito que circula no STF.


Nos gabinetes do STF, a expectativa é que Pazuello caia e seja tirado do Governo antes mesmo do fim do inquérito, mas os militares já preparam uma carta na manga para contra-atacar.


À CNN, um ministro bem próximo a Bolsonaro (de forma anônima) garantiu que "Pazuello vai mostrar tudo o que as Forças estão fazendo na crise". Segundo ele, existem documentos que comprovam que medidas foram tomadas em Manaus já no dia 8 de janeiro, data símbolo porque é a considerada quando Pazuello foi oficialmente informado da falta de oxigênio; tudo será mostrado.


"Ele não está fazendo nada que contribua para essas mortes e vamos mostrar isso", disse um ministro.


A avaliação dos militares e da base do Governo é que todas as acusações contra o ministro Pazuello são não só para derrubá-lo mas também são um golpe para enfraquecer o presidente Bolsonaro, visando as eleições de 2022.


Você apoia os militares? Assista o vídeo completo!!






______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________





"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

MAIS LIDAS