_________________________________________________________





Data: novembro 06, 2020

UREGNTE: Biden promete ‘reunir o mundo’ para tomar Amazônia do Brasil




Foto: Internet

O candidato democrata quase eleito à Presidência dos Estados Unidos Joe Biden afirmou em entrevista publicada em março que, caso eleito, sua administração “reunirá o mundo” para pressionar o governo de Jair Bolsonaro e de quebra tomar a Amazônia do Brasil.



Biden disse que "começaria imediatamente a organizar o hemisfério e o mundo para prover US$ 20 bilhões para a Amazônia, para o Brasil não queimar mais a Amazônia".


"Pode ser que a equipe do Biden tenha uma ação mais incisiva. Mas vamos lembrar que os Estados Unidos estão entre os países que mais emitem gás carbônico no mundo. Então, primeiro eles têm que resolver os problemas deles, para depois virem para o nosso", ponderou o general Mourão, em entrevista à imprensa no Palácio do Planalto a manhã desta terça-feira (3/11), dia das eleições norte-americanas.


O presidente brasileiro destacou que a soberania brasileira sobre a Amazônia é inegociável.


Os olhos do mundo sempre foram voltados em direção Amazônia pelas riquezas da floresta e não pelo simples desejo de ajudar o mundo, se fosse assim, todos começavam por suas casas ou por seus países. Caso dos EUA, um dos países que mais emitem gás carbônico no mundo.


Biden deseja tomar a Amazônia do Brasil, essa é a verdade!



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo! - - SIMPLESMENTE MINHA OPINIÃO | ESSE BLOG É DE OPINIÃO PÚBLICA

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________






"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

BOLSONARO 38 (OFICIAL)
Grupo Público · 18.035 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS