________LEIA A MATÉRIA MAIS ABAIXO_______


Data: novembro 27, 2020

Anvisa 'puxa orelha' de Doria e expõe verdades sobre a vacina chinesa: "Não entregou resultados"




Foto: Internet


Após João Doria (Governador de SP) ter dado declarações polêmicas sobre vacinar a população sem a certificação da Anvisa, o órgão se posicionou e rebateu duramente a ideia do tucano.


Em nota oficial, a Anvisa afirma que há muitos pontos a serem avaliados que não são levados em conta por agências de outros países.


Segundo o órgão, deve ser analisado por todos "evidências de que a vacina é eficaz e segura em brasileiros; condições técnico-operacionais da fábrica da vacina; prazo de validade e medidas de qualidade para preservação da vacina, considerando as condições climáticas de nosso país; medidas para acompanhamento e tratamento dos efeitos colaterais da vacina ocorridos nos indivíduos vacinados aqui no Brasil".


“Mesmo após o registro em algum outro país, a avaliação da Anvisa é necessária para verificar pontos que não são avaliados por outras agências internacionais”, completa o texto.


A Anvisa declara ainda que faz questão de listar todas complicações que ainda impedem a vacina chinesa de ter o aval para ser aplicada no Brasil.


“O Instituto Butantan não entregou o resultado de nenhuma fase de pesquisa clínica com seres humanos para a Anvisa; até o momento, a Anvisa recebeu somente dados pré-clínicos, que são dados anteriores aos testes com seres humanos, ao contrário do que foi afirmado de que dados referentes à fase 3 já haviam sido entregues; em reunião realizada entre a Agência e o Instituto Butantan, nesta quinta-feira (26), o Butantan afirmou que o pacote de informações necessárias para a avaliação da vacina ainda não foi concluído pelo Instituto”, destaca.


Qual sua opinião sobre o caso? Deixe nos comentários!





______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________





"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

MAIS LIDAS