_________________________________________________________





Data: outubro 28, 2020

COVID-19: Segunda onda de lockdown após as eleições pode devastar a economia global




Imagem: Internet

O cenário externo é a principal explicação para a alta do dólar e o tombo da Bolsa de Valores brasileira nesta quarta-feira (28). A preocupação com as contas do governo federal vinha enunciando o mercado doméstico, mas agora a pressão vem mais do exterior. O movimento desta quarta não é exclusividade do Brasil, anal: os mercados estão tensos pelo mundo todo. O temor é de que a chamada segunda onda da Covid-19 na Europa e também nos Estados Unidos provoque uma série de "lockdowns" e prejudique a recuperação econômica global.

No entanto, vem a pergunta, qual o motivo de uma segunda onda de "lockdowns"? Justamente as grandes aglomerações feitas em eventos políticos!


A hipocrisia é tão grande os esquerdistas apontava Bolsonaro por falar que o covid-19 era somente uma "gripezinha" e hoje estão todos na rua fazendo grandes atos políticos e proliferando o vírus.

No entanto, Bolsonaro alertou todos muito antes do carnaval de 2020 no qual nenhum governador comunista quis aceitar o corte dos foliões. 

Bolsonaro alertou e tem razão!


Em outros países;

Alemanha e França anunciam lockdown parcial após explosão de casos de Covid-19.


Bares e restaurantes ficarão fechados nos dois países e apenas escolas abrirão. Medidas visam conter a segunda onda de coronavírus.



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo! - - SIMPLESMENTE MINHA OPINIÃO | ESSE BLOG É DE OPINIÃO PÚBLICA

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________






"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

BOLSONARO 38 (OFICIAL)
Grupo Público · 18.035 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS