_________________________________________________________





Data: setembro 12, 2020

Após à PF desmascarar Moro e perícia concluir que não houve nenhuma edição nas gravações, Celso de Melo volta a perseguir Bolsonaro




Foto: Internet

Celso de Mello mandou Bolsonaro prestar depoimento à PF sobre a tal intervenção. Foi mostrado o vídeo em que a intervenção teria sido feita e lá não tinha nada. Temer e Dilma tinham acusações mais sérias e Celso não fez nada. A perseguição a Bolsonaro está mais clara que nunca.



O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), optou pelo arquivamento da notícia-crime protocolada na Corte contra o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro.



"Em face das razões expostas, e tendo em consideração, notadamente, a questão prévia da falta de competência originária do Supremo Tribunal Federal, não conheço da presente “notitia criminis”, restando prejudicado, em consequência, o exame do pedido formulado pelo ora noticiante", decidiu Celso de Mello.



Bolsonaro pode ser um presidente ótimo, bom, médio, ruim ou péssimo, dependendo do lado em que você está. O que ele não é, com certeza, é um ditador; não existe no mundo nenhum ditador que tenha sido eleito por 58 milhões de votos em eleições democráticas.


Isso não passa de uma grande perseguição contra o presidente, mas como FHC disse; "Bolsonaro é forte e está firme".


Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe.



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo! - - SIMPLESMENTE MINHA OPINIÃO | ESSE BLOG É DE OPINIÃO PÚBLICA

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________






"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

BOLSONARO 38 (OFICIAL)
Grupo Público · 18.035 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS