Públicidade

INJUSTIÇA: Moraes solta Sara Winter, mas a militante perde seu direito de de ir e vir

Foto: Internet

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes mandou soltar a ativista Sara Fernanda Geromini, conhecida como Sara Winter.


No entanto, o ministro decidiu que ela terá de usar tornozeleira eletrônica sem o seu direito constitucional de ir e vir. 


Importunar alguém, em lugar público ou acessível ao público é caracterizado uma afronta a constituição federal.


O princípio, o direito de locomoção é garantido no art. 5º, XV, que prevê: “é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens”.


Não existem crimes praticados por Sara Winter, o problema será porque ela apoio o presidente Bolsonaro?
Tags

Postar um comentário

0 Comentários
Os cometários não representam opinião do site, a responsabilidade é unica do autor do comentário. Todos os comentários são revisados pela administração.

Publiciade

Publiciade