_________________________________________________________





Data: abril 14, 2020

Politicagem da GLOBO sobre coronavírus, contra BOLSONARO, pode custar caro e fazer a emissora entrar em COLAPSO antes mesmo do SUS




Foto: Internet

A credibilidade da Globo já não é a mesma a muito tempo e com o surgimento do coronavírus e a politização escancarada que a emissora tem feito desta crise, tem revoltado a população que resolveu contra-atacar a chamada “Globo Lixo”.


Sim, os gritos de “Globo Lixo” que já eram constantes na internet têm ganhado forças e até não rua a população tem manifestado toda sua indignação.



Os repórteres já andam aterrorizados.

Apresentadores confrontados na rua, reportagens sendo interrompidas por gritos de Globo lixo, e outros atos repúdio registrados recentemente só prova tamanho do desprezo que o povo tem por empresa.


O povo tem enxergado a Globo como suja e desprezível, devido todo o pânico que tem disseminado nos brasileiros, além dos ataques constantes ao presidente Bolsonaro que tem trabalhado arduamente para amenizar os efeitos causados pela doença no país.



A popularidade da emissora está cada vez menor, e se continuar assim pode sofrer um grande boicote a qualquer momento, o que afetaria diretamente suas receitas milionárias gerando assim um verdadeiro colapso.


Você acredita que Globo pode sofre um grande boicote entrar em colapso? Comente!



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo! - - SIMPLESMENTE MINHA OPINIÃO | ESSE BLOG É DE OPINIÃO PÚBLICA

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________






"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

BOLSONARO 38 (OFICIAL)
Grupo Público · 18.035 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS