_________________________________________________________





Data: março 23, 2020

Enquanto outros países fazem hospitais em 6 dias para o surto do corona o Brasil tem FUNDÃO PARTIDÁRIO garantido




Foto: Internet

Muitos vão dizer que o culpado é o presidente, mas não é. O FUNDO ELEITORAL deveria ser remanejado para construção de novos leitos para receber pessoas infectadas pelo novo coronavírus.


O presidente da Câmera, Rodrigo Maia nunca se manifestou publicamente correlação ao assunto que está assustando o mundo todo. Assim como o presidente está criando MP ( Medidas Provisorias), o presidente da Câmera e do Senado deveriam está trabalhando para fazer o remanejamento do fundo partidário a favor da saúde brasileira. Mas eles são ricos não vão chegar pegar infecção pelo vírus e se pegarem com certeza vão tomar o lugar de um idoso, ou mesmo de um pobre trabalhador. 


Jair Bolsonaro, declarou que a MP que deixa o livre acordo entre o empregado e o empregador será editada ainda hoje, para para que a economia do país não venha sofrer um colapso.




- Eu Aylton Viana, como analista, indico que para o Sr. Bolsonaro criar um teto e emprestar o dinheiro do pagamento do empregado e depois receber em parcelas pequenas e a longo prazo, assim a economia não irá sofrer tanto e ainda ficará circulando dinheiro no país.


É só seguir a cartilha nacional que tudo se resolverá nas medidas do possível.


Voltando, o Rodrigo Maia deveria e manifestar para remanejar o FUNDÃO PARTIDÁRIO!



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo!

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________






"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS