_________________________________________________________





Data: fevereiro 03, 2020

"Apoio incondicional ao senhor Paulo Guedes", diz Bolsonaro




Foto: EFE | Joédson Alves

Mais uma vez o presidente Jair Bolsonaro se posiciona e  reafirma sua total confiança no trabalho de Paulo Guedes como ministro da Economia.

Durante reunião com empresários na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), nesta segunda-feira (03), Bolsonaro discursou, deixou claro sua opinão e mostrou estar satisfeito com o pleito de Guedes:

“Na economia, o Brasil não está dando certo, o Brasil já deu certo. Nós vamos agora é aproveitar o êxito, obviamente, buscar ir mais fundo nas reformas de modo que, cada vez mais, os senhores [empresários] se vejam livres do peso do Estado.”

O presidente disse ainda que sempre fala ao ministro que a reforma com maior possiblilidade de aprovação peço parlamento, esta é a reforma ideal:

“Eu sou o presidente. Sou o técnico do time e quem tem que entrar em campo são os 22 ministros. E na área econômica, apoio incondicional ao senhor Paulo Guedes.”

Bolsonaro concluiu dizendo:
“Temos discutido com ele a questão das reformas econômicas e obviamente falo para ele que, depois de 28 anos na Câmara e não termos aprovado nada no tocante a este assunto, eu falo para ele que a melhor reforma é aquela que vai ser aprovada. Não adianta termos um sonho.”

O que voê acha da gestão de Paulo Guedes?



Publicidade

NÃO OS DEIXE NOS CENSURAR, INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Acadêmico de Ciências Contábeis, articulista político, entusiasta da comunicação e marketing digital. Deus acima de tudo! Deus, Família, Brasil.

______________________________________________________
COMPARTILHAR ARTIGO NAS REDES SOCIAIS
______________________________________________________



CONTEÚDO CORRESPONDENTE



"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.

MAIS LIDAS