CNJ pune juiz crítico de Gilmar, mas arquiva 10 denúncias de quem vende sentenças



CNJ pune juiz crítico de Gilmar, mas arquiva 10 denúncias de quem vende sentenças




Um dia é Tigrão no outro é tchutchuca


Conselho Nacional de Justiça tem dia que é tigrão, tem dia que é tchutchuca.

Para o desembargador que criticou Gilmar Mendes, o CNJ foi um ”tigrão” e do mais malvado.

Para o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto, suspeito de vender sentenças na Bahia, o Conselho foi tchutchuca e arquivou dez procedimentos administrativos.

É este o Conselho comandado por Dias Toffoli, amigo de Gilmar Mendes.




Publicidade


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS
"Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem"

Pátria amada Brasil até morrer!
Grupo Público · 50.197 membros
Participar do grupo
Temos total liberdade de apoiarmos a direita encabeçada por Jair Bolsonaro e depois Sergio Moro. junte-se a nós.